E Os Amores Já Se Foram

Crianças já crescidas

Beijos já esquecidos

Plantas já floridas

Flores já murchas

Florestas desmatadas

Córregos secos

Gritos desesperados

Sentimentos antigos

Corações já machucados

Almas já alienadas

E os amores já se foram

Não temos mais nada

Pássaros canoros

Gatos miando

Sempre em nossos ombros

E cães maus

Que latem intermitentemente

Que presunção! que impertinência

O passado não vai voltar

E o tempo nos deixa lembranças

Escondido e amontoado sob o gelo negro

Falamos sobre o amanhã, falamos sobre o futuro

Oh! Bom. Isso é tudo que podemos dizer

Agora

Podemos fugir para as colinas do Zaire

Como os elefantes

 

Copyright © Junho 2022, Hébert Logerie, Todos os direitos reservados

Hébert Logerie é autor de várias coleções de poesia.

 

This poem is about: 
Me
My community
My country
Our world

Comments

Need to talk?

If you ever need help or support, we trust CrisisTextline.org for people dealing with depression. Text HOME to 741741