Meu País É O Belo Sol

Meu país é o belo sol

Meu país não é o inverno rigoroso

Meu país é um Éden muitas vezes verde

Sempre lânguido e tropical ao amanhecer.

 

É um país onde o canto dos galos

Faz reviver todos todas as manhãs

É um país decorado com lama imunda e pedras

Onde a natureza é um vasto e miserável jardim.

 

É um país cheio de histórias horríveis

Onde escravos e pessoas decentes se revoltam

Contra colonos gananciosos e bucaneiros sangrentos

É onde só existem memórias macabras.

 

Nesta atmosfera horrível e sombria

Onde eu brinco com tudo que é negativo

Vou construir monumentos positivos

Vou sonhar e contar fábulas.

 

Meu país é o luar

Que dá esperança e força para lutar

Contra os bastardos mascarados

E zonbificados. Oh! Deus, eu não guardo rancor.

 

Meu país é a imaginação sempre positiva

Atualmente, não quero denunciar ninguém

No entanto, vou silenciar os sinos tocando

Oh! É triste ver meu povo no êxodo

Perto das margens de evacuação.

 

PS Gilles Vigneault, este poema é

Para você e nosso povo.

Copyright © Janeiro 2023, Hébert Logerie, Todos os direitos reservados

Hébert Logerie é autor de várias coletâneas de poesia.

 

 

This poem is about: 
Me
My family
My community
My country
Our world

Comments

Need to talk?

If you ever need help or support, we trust CrisisTextline.org for people dealing with depression. Text HOME to 741741