Eles Não Mataram O Presidente

Eles o irritaram

Eles o sufocaram

Eles o bateram

Eles o estrangularam

Eles o atiraram

Eles o cegaram

Eles o empurraram

Eles o desperdiçaram

Eles o torturaram

Eles o paralisaram

Eles o desmembraram

Eles o aniquilaram

Isso não é divertido pra caralho

Já que a pátria é louca e nojenta

É muito! É muito ! Que choques !

É difícil encontrar as palavras exatas

E recupere as espadas letais

Já que um homem ou mulher só morre uma vez

Não duas vezes, não doze vezes

Quem são os assassinos, os vingadores, os agressores?

Oh! Eles devem ser terrivelmente selvagens, esses predadores

Apesar das diferenças

Às vezes, tem-se muita sorte

Eles não mataram o presidente

Eles o insultaram

Eles o lincharam

Eles o esfaquearam

Eles o massacraram

Eles o espetaram

Eles o eletrocutaram

Eles o maltrataram

Eles o morderam

Eles o dezumanizaram

Eles o metralharam

Eles o terminaram

Eles o mumificaram

É muito! É muito ! Que triste!

Eles vão cantar para as massas

Onde estão os culpados, os criminosos, os asnos selvagens?

Todos os homens e mulheres são mortais

As pessoas são imortais

E o país vive sob um céu delinquente

Tímido, escuro e atordoado

Enfrentando um cadáver tão machucado e mutilado

Eles eliminaram o mensageiro

Mas as mensagens geralmente são ensurdecedoras e sagradas

Você não pode matar um sonho com violência e ódio

No entanto, o sol continua nascendo em todos os lugares

Mesmo quando chove em algum lugar

O firmamento permanece azul e majestoso

Quando um homem morre em tais circunstâncias

Trágicas e criminosas, a humanidade é culpada

Os assassinos devem ser detidos o mais rápido possível

Senão ninguém vai dormir em paz

Eles não mataram o presidente

No entanto, ele foi deixado surdo, executado, enrugado e desgrenhado

Desmoralizado, esfaqueado, desgrenhado e desmontado

No meio de tudo isso, o país continua sombrio, poderoso e capaz.

 

PD Tradução de "On N’a Pas Tué Le Président" de Hébert Logerie.

 

Copyright © julho de 2021, Hébert Logerie, Todos os direitos reservados

Hébert Logerie é autor de várias coleções de poemas.

 

 

This poem is about: 
My community
My country
Our world

Comments

Need to talk?

If you ever need help or support, we trust CrisisTextline.org for people dealing with depression. Text HOME to 741741